Endometriose no Ovário

A endometriose pode atingir o ovário de duas formas. Uma é através de pequenos implantes superficiais, semelhantes à endometriose pélvica superficial. A outra forma,  a mais comum, é chamada de endometrioma ovariano. São cistos que ocupam parte do ovário e que apresentam células endometriais distribuídas em sua cápsula. Os endometriomas costumam ser pequenos, com diâmetro de 0,5 cm ou médios apresentando alguns centímetros de extensão. Em casos mais raros podem alcançar dimensões superiores a 10 cm. 

A origem dos endometriomas ainda não está perfeitamente esclarescida. Segundo estudos mais recentes,  resultam da invasão de cistos ovarianos normais (funcionais) por células endometriais que caem na cavidade pélvica pelo fluxo retrógrado.

O diagnóstico de endometriose no ovário segue os mesmos passos explicados, ou seja, avaliação detalhada da história da paciente, a anamnese, o exame físico ginecológico e exames de imagem complementares. 

O quadro clínico é o mesmo da endometriose peritonial, ou seja, cólicas menstruais, dor à relação sexual e,  em algumas mulheres, infertilidade. Evento raro é a rotura  do endometrioma com consequente extravasamento do seu conteúdo na cavidade pélvica. Nestes casos, causam dor aguda muito intensa, o que costuma levar as mulheres a procurar um pronto atendimento.

O exame ginecológico pode ser bastante sugestivo mostrando um aumento no tamanho do(s) ovário(s), dor à sua palpação e redução de sua mobilidade. Muitas vezes a palpação permite avaliar se a consistência é cística, o que é compatível com o diagnóstico de endometrioma.

O ultra-som transvaginal apresenta grande eficiência no diagnóstico dos endometriomas. A ressonância magnética pode ajudar em casos duvidosos.

Para algumas mulheres, a videolaparoscopia pode ser necessária para confirmação do diagnóstico. Entretanto, para a grande maioria o diagnósticos é realizado até essa etapa, sem necessidade obrigatória da laparoscopia. Esta deverá ser indicada quando o objetivo é a retirada do endometrioma. Mais informações no link tratamento dos endometriomas.

As informações contidas neste site devem ser utilizadas apenas como orientação para as mulheres e familiares. Para qualquer forma de diagnóstico e definição do tratamento, um médico especialista deverá ser consultado.

Endometriose © 2012. Direitos reservados.

Última Atualização: 24/Jul/2012

Valid XHTML 1.0 Transitional